google.com, pub-4379855849485668, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Tratar o efeito rebote: Fará uma Cintilografia? Suspender betabloqueador pode levar ao efeito rebote. E se a pressão arterial subir? Como “sobreviver” ao efeito rebote? 


Boa tarde. Por ordem médica, eu parei atenolol 50mg há 2 dias para realizar cintilografia e meus batimentos subiram e a Pressão Arterial também. Isso é normal? Estou com medo de ficar sem medicação! (Por Luciene)

O que é a Cintilografia Miocárdica?

A cintilografia miocárdica é um exame muito utilizado na cardiologia. Normalmente, ele é solicitado quando o seu cardiologista suspeita de que você tenha isquemia no miocárdio ((Myocardial Perfusion Scintigraphy: Techniques, Interpretation, Indications and Reporting))

Como a Cintilografia Miocárdica é feita?

A cintilografia é uma exame em que o paciente realiza um esforço físico para avaliar o funcionamento do seu coração durante o exercício. Há duas maneiras de simular esta situação:

  • Com a esteira ergométrica (semelhante ao teste ergométrico); ou
  • Com estresse farmacológico (medicamentos)

Como devo me preparar para a Cintilografia?

O preparo para a cintilografia é simples e fácil. Na verdade, você deve estar preparado para realizar um esforço físico, nada mais do que isso.

A não ser que a equipe do laboratório da cintilografia peça, não vá em jejum: Alimente-se com uma refeição leve. Lembre-se que  você fará um esforço físico e precisa estar preparado.

Devo suspender as medicações que uso?

A suspensão ou não das medicações dependerá da solicitação do seu médico cardiologista, pois somente ele poderá dizer para você suspender a medicação!

Cintilografia miocárdica e o efeito rebote

Mas no geral, é necessário suspender medicações – como os betabloqueadores (atenolol, metoprolol, bisoprolol, carvedilol e outros).

O quê é efeito rebote e o que ele provoca?

O efeito rebote é provocado pela súbita suspensão do beta-bloqueador.

Assim, ele provoca elevação SÚBITA da frequência cardíaca e de sintomas intensos de PALPITAÇÕES. Não que o medicamente provoque isso, mas tudo isso se deve à ausência súbita da medicação.

Contudo, nem todos os pacientes sofrem ou percebem, ou precisam Tratar o efeito rebote; apenas alguns “azarados”.

Como tratar o efeito rebote”?

Tratar o efeito rebote: Mas calma, você irá sobreviver. Aliás, seu médico irá lhe orientar e você não terá problemas.

O efeito rebote, que é a elevação súbita da frequência cardíaca, é uma intenção dos médicos, como forma de se preparar para o exame.

E se a Frequência cardíaca subir?

A sua frequência cardíaca irá subir, realmente! Mas isso não é um problema!

Se você está acostumada com uma frequência cardíaca mais baixa, você pode ser sensível à retirada da medicação. Contudo, raramente há um risco de vida para o paciente e todos toleram muito bem a medicação!

Assim, FIQUE TRANQUILO e controle a ansiedade.

E se a Pressão Arterial se elevar?

É bem possível que sua pressão arterial irá se elevar. Mas, normalmente, não a ponto de causar-lhe tantos problemas.

Talvez, uma elevação para 150/94mmHg não seja tão grave e perigoso que mereça sua preocupação! É comum fazer o exame de Cintilografia em pacientes com pressão arterial elevada.

Como contornar essa situação?

Se seu médico entender que você precisa de uma maior proteção e não tolera uma pressão arterial elevada, ele poderá adicionar alguns medicamentos de forma temporária no momento da suspensão do betabloqueador.

Exemplo, você usa:

  • Atenolol 50mg – 1 vez ao dia.

Seu médico poderá optar por usar:

  • Losartana 50mg – 1 vez ao dia, nos dois ou três dias de suspensão do Betabloqueador.
  • Amlodipino 5mg – 1 vez ao dia…

Seu médico saberá a melhor opção para você!

Fique tranquilo. Seu médico saberá e poderá ajudá-lo nessa transição.

Tudo ficará bem! Abraços.

Alguma dúvida?

Deixe a sua pergunta nos comentários ou aqui.

Leia outros artigos da Área de Membros!