A dor no peito e a Queimação no peito são sintomas muito comuns e podem ser causados por várias doenças, inclusive infarto.

E este é o artigo certo para você que está com dor no peito ou qualquer dor torácica.

Óbvio que nem toda dor no peito é sintoma de infarto, mas na maioria das vezes, os pacientes pensam em Angina de peito ou que estão diante do Infarto do Miocárdio.

E é muito comum que seja assim. Muitos pensam primeiro no pior e querem afastar logo o perigo, não é à toa que este artigo tem mais de 700 comentários e dúvidas.

Conte sobre a sua dor!

A função de separar o sintoma grave do sintoma leve é do médico, que estudou.

De acordo com o local da dor: 

No final do artigo, vamos falar do tipo de dor de acordo com o local em que ela ocorre e analisar cada uma delas (clique aqui).

Ando sentindo falta de ar, palpitações e dores e pontadas no peito é normal ou posso estar tendo sinais de angina ou infarto?

Leitor JA

Tenho 39 anos e estou sentido uma dor no braço esquerdo, um formigação na mão e embaixo das axilas: será um infarto?

Leitor PP

Meu pai já sofreu Infarto, e meu avô também…Procurei um cardiologista por ter frequentes falta de ar e queimação no peito. O doutor me aconselharia a procurar outro profissional?

Leitor JES

Estou sentindo uma queimação muito frequento no meu peito (lado Esquerdo), as vezes faltam ar (principalmente quando estou deitado). Meu pai faleceu de infarto e desde então fico muito preocupado com isso.

Leitor SAT

Como observado, as principais preocupações com a Dor no Peito estão relacionadas ao Infarto do Miocárdio.

Mas há outras causas.

Causas Cardiológicas de Dor no Peito

As causas cardiológicas:

  1. Angina Instável
  2. Síndrome Coronariana Aguda.
  3. Angina de peito
  4. Dissecção da Aorta
  5. Pericardite
  6. Cardiomiopatia de Stress (Takotsubo)
Causas Pulmonares de Dor no peito
  1. Embolia Pulmonar
  2. Pneumotórax
  3. Pneumonia / Asma / Doença respiratória
  4. Pleurite
  5. Câncer de Pulmão
  6. Hipertensão pulmonar
Causas Gástricas de Dor no peito
  1. Doença do Refluxo Gastro-Esofágico
  2. Esofagite
  3. Ruptura esofágica
  4. Transtorno de mobilidade esofágica
Outras Causas de Dor no peito
  1. Dor músculo-esquelética
  2. Transtorno de pânico
  3. Dor torácica relacionado a drogas
  4. Herpes zoster

Claro que são muitas causas e vou falar sobre cada uma delas, detalhadamente ao longo do artigo.

Nem todas as dores no peito são infarto do miocárdio, como você viu. Mas pelos comentários, tenho que começar a esclarecer a dor no peito de origem cardíaca.

Os problemas respiratórios, gástricos, excesso de gases, crises de ansiedade ou fadiga muscular são muitas vezes a causa da dor no peito.

Portanto, é bom que você saiba descrever para o seu médico como é a sua dor no peito. 

Como é a sua dor no peito?

No momento que o médico faz a anamnese (entrevista), ele precisa descrever com detalhes o tipo de dor do paciente.

O paciente, por sua vez, chega ao consultório com uma frase pronta que descreve, de forma resumida, a sua dor no peito.

Assim o médico precisa esclarecer com detalhes, muitos detalhes: “Fale mais sobre isso…”

Veja as perguntas habituais e já vá anotando as características da sua dor:

Qualidade da Dor no Peito

Ela pode ser:

  1. Constritiva;
  2. Em aperto;
  3. Peso;
  4. Em Opressão;
  5. Um Desconforto;
  6. Uma Queimação ou
  7. Uma pontada
Localização da dor no peito

– precordial;

– retroesternal;

– no ombro;

– no epigástrio (boca do estômago);

– cervical (pescoço);

– no hemitórax (tórax direito ou esquerdo);

– e no dorso (nas costas);

Irradiação dor no peito

Para onde sua dor se irradia?

– para os membros superiores (direito, esquerdo ou ambos);

– para o ombro;

– para a mandíbula;

– para o pescoço;

– para o dorso (costas);

Ou para a região epigástrica?

Duração da dor no peito

– segundos;

– minutos;

– horas ou

– dias (raramente).

Quando dura hora ou dias costuma ser infarto ou não ser angina.

Fatores desencadeantes da dor no peito

O que provoca sua dor?

– esforço físico;

– atividade sexual;

– posição do corpo;

– alimentação;

– respiração;

– componente emocional;

– ou sua dor é espontânea;

Fatores de alívio da dor no peito:

O que alivia sua dor no peito:

– o repouso;

– medicação nitrato sublingual;

– algum analgésico;

– a alimentação;

– antiácidos;

– a posição do corpo (ou mudar de posição);

– apneia (prender a respiração melhora sua dor)?

Sintomas associados

Quais são outros sintomas que estão associados à dor no peito:

– sudorese;

– náusea;

– vômitos;

– palidez da pele;

– dispneia e falta de ar;

– hemoptise (tosse com sangue);

– tosse;

– pré-síncope e síncope (tontura ou desmaio).

Somente após todas estas perguntas o cardiologista poderá analisar a sua dor no peito.

Logo mais estarei postando uma série de gráficos informativos sobre as dores no peito descritas nesse blog.

A dor no peito do Leitor deste artigo:

Ao longo de anos, o leito deste artigo respondera a perguntas sobre as características da dor que ele sente, veja os resultados e compare com a sua.

Como é a dor no peito?

O tipo de dor do leitor desse blog se divide assim: (veja a imagem).

  • 37,0% – Queimação
  • 26,6% – Pontada
  • 26,0% – Aperto / Opressão.
  • 06,0% – Desconforto

Note então, que o principal tipo de dor do blog é a Queimação no peito.

 

Olá, tenho tido dor ao lado esquerdo do peito, quase que na axila. É um ponto de dor só neste local. Tem dias que incomoda bastante, nunca fui ao medico e tenho 64. Será que devo me preocupar?

Leitor JM

Esse exemplo acima mostra que a PONTADA NO PEITO é uma queixa muito comum. Mas felizmente, ela não é a principal manifestação da Angina.

Angina é dor do peito ou queimação no peito em aperto. Para ilustrar, seria como se um elefante estivesse pisando em nosso peito.

Olá dr. Eu tenho síndrome do pânico a bastante tempo, mas tem um sintoma que não acredito que tenha a ver com isso. Sinto um tipo de pressão no lado esquerdo do peito.

Como se fosse uma bolha de ar. É bem esporádico. Não dói, mas me dá um susto. Já fiz alguns exames do coração e nunca acusou nada. O que poderia ser?

Leitor S

No depoimento acima, o “leitor S” já reclama de Pressão no lado esquerdo do peito e em seguida, diz que sente uma bolha de ar.

Note que a dor dele (1) não é retroesternal, (2) não piora com esforço e (3) não alivia com repouso. Uma dor provavelmente não ligada a Angina de peito.

Muito provavelmente, esse sintomas de bolha de ar tenha relação com Palpitações e não com Angina.

A questão de 5 dias tenho sentido uma dor no peito, como se estivesse sendo enfiada uma enorme agulha que vai da região do peito do lado esquerdo até ao pescoço próximo ao ouvido. 

Faço leve fricção e uma leves batidinhas na região do colo (logo acima do seio esquerdo) e então a dor passa.

Leitor ICK

A “leitora ICK” reclama de fincada no peito, agulhada no peito que irradia para o lado esquerdo do peito.

Junto, ela reclama de palpitação. Não há relato de dor aos esforços. 

Muito dificilmente se trata de Angina de peito sendo ligada a palpitação e extrassístoles.

Sua dor piora com esforço?

Sabemos que a principal característica da dor no peito cardíaca / da angina é a sua relação com o esforço.

Veja na imagem abaixo que a dor piora principalmente com 

  • 70,6% – Não tem relação com esforço.
  • 22,7% – Piora no momento o logo após o esforço.
  • 06,9% – Melhora com esforço.

O fato da dor relatada ser do tipo que “Não tem relação com esforço” sugere fortemente que a dor não é anginosa. 

 

Há 1 ano entrei na academia e fiz ECG, ECO com doppler e teste ergométrico e fui liberado para atividades físicas.

Mas tive por vezes na esteira este desconforto no peito após 10 a 15 min de cooper.  Devo me preocupar?

Leitor M

Na pesquisa do site, note que a maioria das dores no peito não tem relação com esforço físico.

Entretanto, como no comentário do Leitor M, toda dor no peito após esforço físico precisa ser investigada

Mesmo que já tenha realizado exames cardiológicos, se tiver dor no peito provocada pelo esforço, deve-se voltar ao cardiologista.

Sua dor piora com posição do tórax?

A principal característica da dor de peito de origem ortopédica é o fato de piorar ou melhor se você movimentar o seu tórax. Veja o que os leitores responderam.

Veja na imagem abaixo que a dor piora principalmente com 

  • 57,4% – Não tem relação com posição do tórax.
  • 23,0% – Melhora ao mudar posição do tórax.
  • 19,6% – Piora ao mudar a posição do tórax / mover tronco.

Note que 57,4% dos pacientes, sua dor “Não tem relação com posição do tórax” esse fato ocorre também no infarto do miocárdio – onde a mudança da posição do tórax não piora nem melhora a dor.

 

Sua respiração e a dor no tórax

A principal característica da dor de peito de origem ortopédica é o fato de piorar ou melhor se você movimentar o seu tórax. Veja o que os leitores responderam.

Veja na imagem abaixo que a dor piora principalmente com

  • 59,3% – Não tem relação com a respiração.
  • 23,9% – Piora ao inspirar.
  • 16,8% – Melhora ao inspirar.

A grande maioria dos leitores, em 59,3% dos pacientes a sua dor Não tem relação com a respiração.

 

Quanto tempo dura sua dor no peito?

Note que a duração da dor no peito é muito variável com ligeiro predomínio para a dor que dura mais que um dia (28,8%).

Sinto uma queimação no lado esquerdo que rapidamente passa já fiz teste ergométrico e holter e não deu nada.

Leitor M

A dor no peito da angina também passa rapidamente, também é aliviada rapidamente, mas há um detalhe.

– Ela alivia após o repouso. 

As dores no peito súbitas, rápidas e aliviam até com movimentação do corpo não costuma ser devido à Angina de Peito.

Causas Cardíacas de Dor Do Peito!

As principais causas cardiológicas de dor no peito / Queimação no peito estão listadas abaixo.

1 – Angina Instável

O termo angina de peito ou angina é usado para descrever dor no peito ou desconforto, muitas vezes sentida como uma pressão ou uma sensação de aperto no peito. A dor pode irradiar para os ombros, braços, pescoço, mandíbula ou a região de volta entre as omoplatas.

Angina pectoris não é uma doença. É um sintoma, geralmente causado pelo fluxo sanguíneo inadequado em uma artéria coronária resultando em insuficiente suprimento de sangue rico em oxigênio para uma área do músculo cardíaco. Assim, na maioria dos casos, a angina reflete a doença arterial coronariana subjacente (3).

Meu peito está doendo, queimando e com falta de ar. A dor já dura 1 hora e está pesando o meu braço esquerdo, como se estivesse torcendo o meu braço todo. Estou cansado e suando frio.

Paciente Consultório

Como é a dor da Angina Instável?

  1. Local: Retroesternal
  2. Piora com esforço: Sim.
  3. Melhora com Repouso: Sim.
  4. Irradia para: ombros / braço esquerdo / mandíbula.
  5. Dor no peito aliviada com com Nitrato: Sim.
  6. Sintomas Associados: Falta de Ar / Cansaço / Suor frio / Tontura / Fraqueza / Náuseas / Vômitos.

Angina Instável é urgência Médica!

2. Síndrome Coronária Aguda (SCA)

É a dor do infarto do miocárdio com angina e situações semelhantes.

O termo síndrome coronariana aguda abrange uma série de condições associadas a uma redução súbita no fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco. Inclui condições como:

  • infarto do miocárdio com elevação do segmento ST (IAMCSST) e
  • infarto do miocárdio SEM elevação do segmento (IAMSSST) (4).

A dor da Síndrome Coronariana Aguda acontece quando há desequilíbrio entre a oferta de oxigênio e a necessidade de oxigênio pelo músculo (visto aqui).

O mecanismo subjacente geralmente envolve a ruptura de uma placa aterosclerótica em uma artéria coronária com coagulação sanguínea sobreposta (trombose), bloqueando assim o suprimento sanguíneo (5).

A síndrome coronariana aguda e ataque cardíaco agudo são a mesma coisa e devem sempre ser tratados como uma emergência médica.

Pacientes com síndrome coronariana aguda normalmente sentem:

  • pressão no peito (queimação no peito),
  • plenitude ou aperto no peito.
  • Irradiação: Às vezes há uma dor abrasadora que pode irradiar para as costas, pescoço, mandíbula, ombros e braços, particularmente o braço esquerdo.

Estou tendo uma angústia no peito, atrás do osso do peito, uma opressão no peito. Não é dor no peito, é uma espécie de aperto! Estou com suor frio e preciso ficar quieto.

Paciente Consultório

Como é a dor da Síndrome Coronariana?

  1. Local: Retroesternal
  2. Piora com esforço: Sim.
  3. Melhora com Repouso: Sim.
  4. Irradia para: ombros / braço esquerdo / mandíbula.
  5. Dor no peito aliviada com com Nitrato: Sim.
  6. Sintomas Associados: Falta de Ar / Cansaço / Suor frio / Tontura / Fraqueza / Náuseas / Vômitos.

Síndrome Coronariana é urgência!

3 – Angina de Peito

A angina de peito tem as mesma características da Síndrome Coronariana aguda e da Angina Instável com a diferença que a dor é mais conhecida pelo paciente.

A angina de peito inicia com os mesmos esforços que o paciente faz, ou seja, é uma dor já conhecida.

Todas as vezes que vou fazer caminhada, quando o sangue esquenta eu tenho dor no peito e queimação no peito. Se reduzir o passo da caminhada, a dor desaparece.

Paciente PJ

Homem,  56 anos, portador de Hipertensão arterial, diabetes e colesterol alto. Ativo, faz corridas e trotes, além de gostar muito de pedalar em trilhas. Ele relata que a sua dor no peito sempre aparecia ao final do seu exercício físico, quando sua corrida de 10 km estava chegando aos 8km (faltando apenas 2 km)… ela também aparecia quando, na trilha de bike, tinha dor no peito quando ele subia um morro, um aclive… Na baixa, no plano, ele não sentia a dor; aliás, a dor aliviava com menos esforço ou em áreas planas. Nesse momento, ele veio até mim para consultar.

Paciente Manoel

Nesse caso, Manoel percebeu a Angina e veio ao médico. Esta, sem dúvida, é a melhor das opções e obrigações do pacientes. Dor no Peito + Piora com Esforço + Alivia com repouso (menos esforço).

Homem, 57 anos, portador de diabetes e fumante, sem colesterol alto e sem hipertensão arterial e fazia caminhadas regularmente. Ele relata que sempre tinha o hábito de fazer suas compras de supermercado à pé, onde podia andar cerca de 5 km. De uns tempos para cá, na volta do supermercado, passou a ter dor no peito, leve, espalhada pelo peito, mas com um leve peso nos braços (ele achava que era a sacola da feira). Como essa dor estava aumentando a cada viagem para as compras, ele deixou de ir à pé e passou a ir ao supermercado de carro. Desde então, a dor no peito desapareceu. Pedro melhorou?

Paciente Pedro

Pedro sente-se melhor, agora sedentário, não faz mais caminhada (não se esforça mais) e não sente mais dor.

Motivo: Seu coração deixou de ser exigido. Mas se fizer esforços novamente, terá angina ou, infelizmente, MORTE SÚBITA.

Como é a dor da Angina de Peito?

  1. Local: Retroesternal
  2. Piora com esforço: Sim.
  3. Melhora com Repouso: Sim.
  4. Irradia para: pode ou não irradiar para ombros / braço esquerdo / mandíbula.
  5. Dor no peito aliviada com com Nitrato: Sim, mas normalmente, o paciente não utiliza, basta parar o esforço.
  6. Sintomas Associados: raramente. dificilmente é acompanhado de algum sintoma.

Angina de Peito é urgência Médica!

Voltar ao Topo.

 

4 – Dissecção da Aorta

A dor no peito relacionada à dissecção da Aorta é uma das piores dores que existem na medicina.

Ninguém / nenhum paciente suporta a sua dor sem procurar atendimento médico.

A artéria aorta é a maior e mais longa artéria do nosso corpo.

É a artéria que emerge (sai) do coração e leva sangue rico em oxigênio por meio de suas ramificações em artérias menores e o  distribui para o corpo.

A aorta torácica, onde ocorre a maior parte da dissecção aórtica, é a parte da aorta que atravessa o tórax.

Características da Dissecção da Aorta:

  1. Rara
  2. Casos por ano: menos de 150 mil (Brasil)
  3. O tratamento é feito com auxílio médico
  4. Requer um diagnóstico médico
  5. Sempre requer exames laboratoriais ou de imagem
  6. Curto prazo: resolve-se em dias ou semanas
  7. Crítico: necessita de atendimento de emergência

Tive uma dor tão intensa que achei que estivesse rasgando o meu peito. É  a dor mais intensa que já tive. Doeu meus braços, minhas costas e achei que não iria escapar. 

Paciente LRS

A dissecção da aorta é uma condição séria em que há um rasgo na camada interna da aorta (o vasto vaso sanguíneo se ramificando do coração).

Assim, as camadas interna e média da aorta se separam levando a uma condição chamada dissecção.

O novo canal cheio de sangue (que chamamos de falsa-luz) pode romper através da parede externa da aorta causando sangramento fatal.

Pacientes com dissecção aguda da aorta geralmente apresentam dor aguda, grave, no peito e nas costas, que geralmente é afiada e pode ser sentida com algo rasgando dentro do seu peito. (6).

A dissecção da aorta é uma emergência médica e a chance de sobrevivência é com o tratamento cirúrgico.

Como é a dor da Dissecção da Aorta?

  1. Local: Retroesternal
  2. Início: súbito.
  3. Piora com esforço: Não.
  4. Melhora com Repouso: Não.
  5. Irradia para: para ombros / braço esquerdo / mandíbula.
  6. Dor no peito aliviada com com Nitrato: Sim, e pode confundir com infarto e Angina.
  7. Sintomas Associados: Tontura / fraqueza / suor frio / falta de ar. São sintomas graves.

Dissecção da Aorta é urgência Médica!

Voltar ao Topo.

 

5 – Pericardite

O que é? É o Inchaço e irritação da membrana fina em forma de saco que envolve o coração, chamada de pericárdio.

Diferente das dores de peito acima, mais graves, a pericardite não é uma doença grave, e dificilmente necessita de internação hospitalar.

A dor da pericardite geralmente piora quando deitado ou quando respira (ao inspirar) – (dor pleurítica). Muitas vezes pode melhorar quando o paciente permanece sentado e inclinado para a frente.

Diagnóstico de pericardite?

O diagnótico de Pericardite não é fácil.

Podem ocorrer alterações no eletrocardiograma (ECG) que são típicas da pericardite e não indicam claramente o diagnóstico.

No exame físico, durante a consulta, a ausculta cardíaca pode revelar uma fricção do atrito pericárdico típica da pericardite aguda (conhecido como atrito pericárdico). A inflamação tem um arranhar semelhante ao couro esfregando contra couro (7).

Qual é o tratamento da Pericardite?

Os anti-inflamatórios não esteróides (AINEs) são o pilar da terapia. A colchicina e os corticosteróides são por vezes utilizados.

Dor no Peito da Pericardite

Os sintomas geralmente desaparecem dentro de uma semana.

No entanto, alguns pacientes apresentam pericardite recorrente ou pericardite crônica onde os sintomas duram mais de três meses.

 

Como é a dor da Pericardite?

  1. Local: Retroesternal
  2. Início: lento e contínuo.
  3. Piora com esforço: Não.
  4. Melhora com Repouso: Não.
  5. Piora com posição do corpo: Sim.
  6. Irradia para: não irradia.
  7. Dor no peito aliviada com com Nitrato: Não alivia com nitrato.
  8. Sintomas Associados: Pode ocorrer febre.

Voltar ao Topo.

 

Causas pulmonares de dor no peito

Dor no peito e Queimação no peito são queixas comuns de pacientes. A maioria pensa logo em problemas cardíacos (descritos acima), mas há várias causas pulmonares de dor no peito.

  • queimação no peito
  • ardor no peito
  • fincada no peito e
  • qualquer outro tipo de dor pode ter origem pulmonar.

Voltar ao Topo.

 

6 – Embolia Pulmonar

A Embolia pulmonar é um bloqueio em uma ou ambas as artérias pulmonares dentro dos pulmões.

Qual a causa da embolia pulmonar?

É causada por coágulos de sangue que viajam das extremidades inferiores (suas pernas), através das câmaras do coração direito e alojam-se nos pulmões.

A principal causa é a trombose venosa profunda (TVP) – quando um coágulo sanguíneo nas veias profundas da perna

A embolia pulmonar pode ser potencialmente fatal (9).

Sintomas de Embolia Pulmonar?

Os sintomas mais comuns de embolia pulmonar incluem:

  • falta de ar,
  • tosse, e, por vezes,
  • dor no peito que fica pior quando na inspiração (dor pleurítica).
  • Podem encontrar-se sinais de TVP numa ou em ambas as pernas.

Voltar ao Topo.

 

Como é a dor da Embolia Pulmonar?

  1. Local: esquerda, direita, nas costas ou no centro.
  2. Início: dor súbita.
  3. Piora com esforço: Não.
  4. Melhora com Repouso: Não.
  5. Piora com posição do corpo: Não.
  6. Irradia para: não irradia.
  7. Dor no peito aliviada com com Nitrato: Não alivia com nitrato.
  8. Sintomas Associados: Pode ocorrer febre.
  9. Dor na respiração: Pode piorar com respiração.

Voltar ao Topo.

Embolia Pulmonar é Grave e merece tratamento Médico Urgente.

Outras causas de dor no Peito:

  • Pneumotórax
  • Breve, outras causas.

A dor no peito pode gerar incômodos de acordo com o local em que ela se apresenta ao paciente.

Dor no centro do tórax:

Muitos pacientes reclamam de Dor no Centro do Tórax que é exatamente o local onde ocorre o Infarto do Miocárdio e a Angina.

Dor no centro do tórax piora com Esforço?

  1. É retroesternal (atrás do esterno)? Sim
  2. Piora com Esforço? Sim.
  3. Melhora com Repouso ou Nitrato? Sim.

Altamente sugestivo de Angina.

Dor no centro do tórax piora com Esforço?

  1. É retroesternal (atrás do esterno)? Sim
  2. Piora com Esforço? Não
  3. Melhora com Repouso ou Nitrato? Não

Baixa probabilidade de ser Angina ou Infarto.

Situações interessantes:

Muitas pessoas conhecem amigos, parentes ou conhecidos que tiveram uma morte súbita aos 23 anos ou aos 32 anos de idade.

Entretanto, dificilmente esta morte súbita foi causada por um problema relacionado ao infarto ou falta de oxigenação no coração. Há outras causas de morte súbita em adultos jovens, mas quando o paciente falece, muitos confundem morte súbita e parada cardíaca com Infarto. Há diferença.

Uso de Drogas:

O uso de drogas ilícitas, como a cocaína, é uma das principais causas de morte súbita de origem coronariana, por falta de oxigenação do músculo do coração. Mas esta é uma exceção, não a regra.

Má formações arteriais:

Uma má formação congênita nas artérias do coração também pode ser uma causa de morte súbita de origem Coronariana (infarto e afins). Mas também é uma exceção.

Como é a sua dor? Preencha!

 

Exames Normais e Dor no peito:

Muitas vezes os pacientes fazem exames para avaliar a dor no peito e mesmo com exames normais, a dor e queimação persistem.

Eu já passei por vairas seres de exames, eletrocardiograma, router, ecocardiograma e esforço físico, mesmo assim sinto dor, um peso no meio do peito, e do lado esquerdo. o que pode ser!

Leitor M

Boa tarde dr tenho 24 anos. Eu sinto umas pontadas as vezes peito sinto também umas queimação no peito que evolver embaixo das axilas e nas costas.

Já fiz 2 exames o eletrocardiograma e ergométrico que foram normais. 

Eu sou bastante ansioso qualquer coisa às vezes me bate um estresse, faço atividades físicas , e as vezes do nada dar uma calor em mim, que será?

Leitor LR

Notem que nas duas situações e exemplos acima, os pacientes já fizeram exames e a queimação no peito não melhora.

No geral, eles fazem exames cardiológicos, como Teste ergométrico, eletrocardiograma e ecocardiograma.

Seus médicos, entendem que a dor não é de origem cardíaca e os liberam, mas a dor não passa.

 

Nos exemplos acima:

Tanto o Leitor M como o Leitor LR o que acontece é que os cardiologistas tem uma enorme preocupação inicial de afastar a Angina e o risco de Infarto do Miocárdio.

Na anamnese: Se a dor não é (1) retroesternal, (2) não piora com esforço e (3) não alivia com o repouso, provavelmente não é uma dor ligada a Angina. 

Daí, outros exames ou orientações são necessárias para afastar as dores de origem pulmonar e principalmente as dores da Costocondrite e dores de músculo e esqueleto.