Um aneurisma do septo interatrial é um abaulamento na estrutura que separar o átrio direito do átrio esquerdo – chamda de septo interatrial.

O aneurisma do septo interatrial é comumente visto no ecocardiograma transtorácico e deixa muitos pacientes preocupados.

Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

Confira os principais motivos e como tratar. Veja! 

 

Aneurisma do septo interatrial

Aneurisma do septo interatrial

O quê é o Aneurisma do Septo Interatrial 

 Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

Um aneurisma do septo interatrial é um achado pouco frequente em pacientes adultos.

A formação do Aneurisma do septo interatrial pode ser secundária a:

  • Diferença de pressão entre os átrios direito e esquerdo, produzindo uma mudança abaulamento do septo em direção ao side1 de baixa pressão; no entanto,
  • Malformação congênita: foi também encontrada em pacientes com pressões atriais normais, sugerindo uma malformação primária (congênita?). ((22)) ((23)) ((24))

Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

Critérios de definição para o Aneurisma do Septo Interatrial

Para um médico (um ecocardiografista) definir o ponto de corte para dizer que o paciente tem ou não tem o aneurisma do septo interatrial é bastante arbitrária.

Entretanto, alguns critérios são mais difundidos:

  • Silver e Dorsey, 1, ou seja,
  • uma protrusão do aneurisma > 10 mm em relação ao plano do septo atrial ((25))
  • uma protrusão do aneurisma de pelo menos > 15mm para ser considerado o septo atrial ter um aneurisma.((21))

Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

Ecocardiografia transtorácica ou transesofágica? Qual o melhor?

A abordagem pelo ecocardiograma transesofágico permite imagens praticamente perfeitas do septo interatrial e o ecocardiografista pode detalhar o septo interatrial com muito maior riqueza de detalhes quando comparado com o Ecocardiograma transtorácico. ((26

 Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

O ecocardiograma transtorácico no Aneurisma do septo Interatrial:

A vantagem do ecocardiograma transtorácico é a sua facilidade de realização. Ele não precisa ser invasivo, não há necessidade de engolir aquela sonda e não precisa de sedação.

Além disso, é possível fazer um bom diagnóstico do Aneurisma do septo interatrial.

Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

Me chamo Elisangela, já tive 2 AVC no espaço de 1 ano de um para o outro, e no segundo resolveram avaliar melhor.. e fui diagnosticada com septo interatrial com mobilidade excessiva sem evidências de shunts.

Estou tomando carvedilol, será q corro o risco de ter outro AVC ? Estou aguardando para colocar o Holter, TD foi cancelado devido a pandemia…

Meu pai teve problemas cardio e morreu com 48 anos e no 3 AVC e estou com 42 será q pode ser genética ??? O pai dele morreu aos 46 no 2 AVC estou com muito medo

Elisangela

Leitora do Blog

A diferença entra Aneurisma do septo e FOP

A dúvida da Elisângela mostra uma confusão comum entre os pacientes.

Aneurisma do septo interatrial é diferente de Forame Oval Patente.

No Forame Oval patente, há uma comunicação e um fluxo de sangue entre o átrio esquerdo e o átrio direito.

Já no Aneurisma, não há fluxo sanguíneo, apenas um abaulamento, uma tortuosidade no septo interatrial.

Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

Boa noite!
Meu exame eco transesofágico apresentou Aneurisma do septo interatrial e FOP de 1 a 2mm. No exame passaram 18 microbolhas. Desde sempre sinto as batidas descoordenadas.

Faço meus exames anuais de check up cardiologico e esse ultimo deu shunt com a sugestiva de FOP.

Mesmo sem ter tido AVC eu poderia fazer algum procedimento para corrigir esses problemas. Penso na qualidade de vida no futuro. Tenho 41 anos e sempre opto pela prevençao.
Obrigada desde já pela atençao.
Abç

Patrícia

Leitora

O comentário acima, da Patrícia mostra bem a diferença entre as duas situações (FOP e Aneurisma).

No exame da Patrícia, há uma comunicação pequena e também há a passagem de microbolhas entre os átrios, o que indica que há fluxo de sangue pelo septo interatrial.

Devo operar meu FOP?

A decisão de operar  ou não operar o FOP é bastante difícil e controversa, principalmente para quem nunca teve AVC ou outro sintoma neurológico.

Raramente se opera, mas cada médico adotará a conduta olhando o paciente, avaliando seus riscos e seus sintomas.

 

Estou com
Falta de ar e pressão no peito. Meu médico passou eco e deu aneurisma do septo interatrial sem shunt é mínimo refluxo mitral, é grave?

Gera está dor no peito? Tenho 41 anos

Letícia

Leitora

Olá fiz esse exame Ecocardiograma e a conclusão foi insuficiências mitral e tricuspide de grau discreto e Aneurisma do septo interatrial sem shunt.

Devo me preoculpa tem alguns risco ,posso fazer atividades físicas fiquei bastante preocupada.

Elaine

Leitora.

Letícia e Elaine tem dúvidas semelhantes.

Quando o laudo diz SEM SHUNT quer dizer que não há passagem de sangue entre o átrio direito e o átrio esquerdo – então: NÃO HÁ FORAME OVAL PATENTE.

O aneurisma do septo interatrial é assintomático e costuma ser um achado do exame de ecocardiograma, sem maiores problemas.

Tudo bem dr.?
Tenho 64 anos. Fiz um ecodopplercardiograma e foi diagnosticada:
Ausência de sinais sugestivos de hipertensão arterial pulmonar.

Gostaria de saber se adquiri este problema com a idade ou é de nascença?

Faço exercício de subir e descer escada, mas outro dia passei muito mal devido ao cansaço. Tenho que parar de fazer este exercício? Faço natação também.

O Aneurisma pode aumentar de tamanho? Pode estourar?

Sonia

Leitora

Aneurisma do Septo e Aneurisma da Artéria Aorta

A dúvida da Sônia é bastante comum e já tive pacientes chorando no consultório pois já ouviram falar que ANEURISMA é algo grave.

É fundamental você entender a diferença:

1- Aneurisma do septo interatrial: é um abaulamento, tortuosidade na estrutura que separa o átrio esquerdo do átrio direito.

2 – Aneurisma da Aorta Torácica: é uma dilatação da principal artéria do nosso corpo; que se muito dilatada pode “estourar” – que é o que os médicos chamam de Dissecção da Aorta (esse é bastante grave).

Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

O que está descrito no laudo da Sônia é a opção primeira acima, aneurisma do septo interatrial.

Não estoura, não impede exercícios, não piora, nem nada.

Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

Dr,

Descobri que tenho aneurisma de septo interatrial tenho muito taquicardia. Essa taquicardia é por causa do aneurisma?

Jaqueline

Leitora

Jaqueline,

normalmente, o Aneurisma do Septo interatrial é assintomático e não causa qualquer sintoma no paciente, nem mesmo a taquicardia.

Aneurisma do septo interatrial é diferente do Forame oval patente –  FOP.

Leia mais sobre Sopro no Coração:

Há muitas informações sobre sopro no coração nesse blog (inclusive um Guia Completo). Há um artigo sobre os Graus dos Sopros: Grau 1, 2, até 6, sobre sopro sem repercussão hemodinâmica, a relação entre sopro cardíaco e arritmias, quando sopro causa aumento do átrio esquerdo, e se tem cura.

Falamos sobre as causas de sopro cardíacoEstenose valvar (que é o entupimento da válvula): Estenose mitral, Estenose aórtica, Estenose pulmonar, Estenose tricúspide.

E também das InsuficiênciasQuando a válvula não se fecha corretamente: aqui, o sangue “volta” ou Regurgita. Insuficiência mitral ou Regurgitação Mitral. Insuficiência aórtica ou Regurgitação Aórtica  Insuficiência pulmonar ou Regurgitação Pulmonar Insuficiência tricúspide ou Regurgitação Tricúspide.

Clique em um dos links acima para saber mais.

 

Olá, tenho (Aneurisma do septo interatrial) ASI há 3 anos; antes de descobrir o problema sofria muito com Taquicardia e Arritmia, não podia fazer um mínimo esforço como andar um pouco! Foi por causa das impossibilidades cotidianas que procurei o cardiologista;

Faço uso de Atenolol e recentemente Aspirina Prevent. Me sinto bem melhor com as medicações, contudo, fico ainda preocupada com essa cardiopatia, e pesquiso sempre pra saber as novidades sobre ASI.

Leitor Y

O exemplo da Eunice é bastante didático. O médico iniciou o Atenolol (um betabloqueador) pensando na sua taquicardia e nos seus sintomas de palpitação.

Não cura o Aneurisma, não foi sugerido cirurgia – o tratamento foi para o sintoma de taquuicardia.

FOP – devo operar?

Mas não confunda, o Aneurisma não causou a taquicardia, pois ele é normalmente assintomático (ainda não se pode provar essa relação).

No parágrafo abaixo, apesar de muitos pacientes reclamarem de palpitações e arritmias, ainda são necessários outros estudos para se comprovar a relação causal entre Aneurisma e Arritmias cardíacas.

Tratamento do Aneurisma do Septo interatrial

Your content goes here. Edit or remove this text inline or in the module Content settings. You can also style every aspect of this content in the module Design settings and even apply custom CSS to this text in the module Advanced settings.

Aneurimsa do septo Interatrial e Arritmias Cardíacas

Vários pesquisadores têm sugerido uma associação entre o aneurisma do septo interatrial e as taquiarritmias

  • Um estudo observou taquiarritmias atriais em 20 dos 80 pacientes (25%).
  • Outro estudo mostrou uma prevalência de taquiarritmias atriais em 26 (52%) de 50 pacientes consecutivos com Aneurisma do septo Interatrial.
  • E em outro estudo, na maioria dos pacientes (65%), não tinham arritmias significativas. Vinte e oito dos 195 pacientes (14,4%) estavam em fibrilação atrial. Uma prevalência relativamente alta de taquiarritmias atrial (47 de 195 pacientes; 24%). ((Atrial Septal Aneurysm in Adult Patients))

Novos estudos são necessários.

Mais estudos são necessários para esclarecer se o Aneurisma do septo interatrial está relacionado com a patogênese dessas arritmias cardíacas. 

 

Doenças Cardíacas associadas com Aneurisma do Septo Interatrial (ASI)

Várias outras alterações cardíacas (e não cardíacas) pode ser associada com Aneurisma do septo interatrial (vou abreviar e chamar de ASI).

Os principais são:

  • ASI e Defeito do septo Interatrial – Tipo II; Estudos mostram que há associação em 50% dos casos , 49% das vezes e até 75% das vezes (quando o ASI envolve a fossa ovalis. Fonte 1
  • ASI e Forma oval patente (POP): Estudos com ecocardiograma transesofágico encontraram até 85% de ocorrência de FOP (2) Nesse importante estudo (3) o Defeito do septo interatrial do tipo II foi observada em 106 de 195 pacientes (54,4%); em 38 pacientes, uma FOP em 65, e um defeito no seio venoso 3.

Estas dificuldades em uma classificação anatômica precisa do desvio interatrial, em particular em pacientes com ASI, podem explicar a variação tão grande na prevalência de problemas.

  • Prolapso valvar mitral. (4)pode estar presente em 20,5% dos casos. (5) ((6)) ((7))
  • Prolapso da valva tricúspide: em cerca de 7,5% dos casos. ((8))

 

Aneurisma do Septo Interatrial (ASI) e Risco de Embolia arterial

Vários autores têm sugerido que a ASI (isolado ou em combinação com outros defeitos) pode causar embolismo arterial.

Esta sugestão é baseada em estudos clínicos que demonstram uma associação estatística entre ASI e eventos embólicos cerebrais e/ou periférica isquêmica. ((9)) ((10))

De fato, a incidência de eventos clínicos compatíveis com embolia de origem cardiogênica parece ser notavelmente elevada em pacientes com ASI, variando de 20% a 52%. ((11)) ((14)) ((12)) ((13))

Em um importante estudo, 87 dos 195 pacientes (44,6%) com ASA tinha experimentado eventos clínicos compatíveis com embolia cardiogênico antes da realização do ecocardiograma.

Mas esse mesmo estudo diz que o número tão elevado deva ser pelo tipo de paciente que foram incluídos no estudo. ((15))

No entanto, a associação entre ASA e merece embolia arterial alguma consideração, mas ainda necessita de maiores comprovações científicas.

Como Tratar Aneurisma do septo Interatrial?

  • ASI Simples e isolado não requer tratamento específico ou uma forma diferente de acompanhamento. Os doentes devem ser avaliados quanto à presença de trombos no aneurisma.
  • As opções terapêuticas para a prevenção de AVC recorrente em pacientes com aneurisma do septo atrial, bem como anormalidade do septo atrial – incluindo forame oval patente (FOP), ostium secundum atrial comunicação interatrial (CIA) – são medicações médica com agentes ou anticoagulantes antiplaquetários e fechamento cirúrgico ou percutânea do defeito do septo interatrial.
  • Para evitar embolia paradoxal recorrente, na presença de derivação, é preferível fechar o shunt (que é a comunicação de sangue entre as cavidades atriais) com procedimento transcateter de forma segura e eficaz. ((16))
  • No caso da presença de fibrilação atrial, o tratamento específico é dado para a Fibrilação atrial. Em caso de paciente episódio embólico com anticoagulantes orais são necessários.
  • A eficácia da terapia com aspirina é sugerido pelos médicos franceses em pacientse com FOP, aneurisma do septo interatrial, com boa eficiência. ((17))

Conclusão:

Embora a fibrilação atrial é bem conhecida causa de acidente vascular cerebral, a presença de aneurisma do septo atrial precisa de alguma atenção sobre a sua real contribuição.

Existe uma possibilidade que o aneurisma do septo interatrial possa ser um culpado por acidentes vasculares cerebrais. ((A look at atrial septal aneurysm)) 

Você tem aneurisma do septo interatrial?

Faz algum tratamento? Conte-nos? O que apareceu em seu exame de ecocardiograma? Deixe o seu comentário. O que o seu médico lhe disse a respeito?

Regras dos comentário:

Esse blog e todos os seus artigos não são consulta médica. Foram escritos pelo Dr. Leonardo Alves - Médico Cardiologista de Teófilo Otoni, MG (CRMMG: 33.669).

Sempre confie e dê mais atenção na opinião do seu médico, pois ele te examinou. Nada substitui a consulta médica presencial, com seu médico de confiança.

Ao comentar, você entende e concorda que seu comentário ficará público e poderá ser utilizado no blog em outros artigos. Qualquer resposta aos comentários não constituem consulta médica e o autor não tem intenção de fazê-lo. Sempre confie no seu médico de confiança.

WhatsApp chat