A resposta é NUNCA! O normal mesmo é o paciente NÃO sentir palpitações e nem perceber a ocorrência de batimentos anormais. Há algumas situações, entretanto, que costumam causar palpitações de modo mais frequênte…

Palpitação em Pacientes estressados:

Estas são as principais situações em que o paciente se queixa de palpitações e da ocorrência de extra-sístoles. Apesar de comuns, não devemos entender que a ocorrência de palpitações é algo normal, não, não é… É importante que o paciente vá ao seu médico e solicite uma avaliação do especialista.

 

Esforços físicos:

Da mesma forma, perguntam: palpitações é normal? Não, nunca são normais, e principalmente quando acontecem na presença de esforços físicos.

Mas vamos diferenciar alto:

1 – Taquicardia: é o aceleramento do coração e é ABSOLUTAMENTE normal que ocorra quando o paciente realiza atividades físicas, quando sobe uma escada, quando joga futebol, quando corre ou toma um susto. Isso é normal e todo mundo sente que o coração acelerou.

2 – Palpitação e extra-sístole são coisas diferentes da taquicardia. São batimentos ANORMAIS e que manifestam que o coração saiu do ritmo. Nestas situações, existem exames específicos que avaliam o funcionamento do coração durante o exercício (como o teste ergométrico) e o seu médico poderá lhe ajudar na escolha do exame mais adequado.

 

E quando a palpitação ocorre quando estou tranquilo?

É, só para complicar, a palpitação também pode ocorrer nestas situações. Mas… mas… só o médico pode lhe dizer se você deve ficar preocupado.

 

Tentando concluir:

O mais importante e a conclusão mais adequada é a de que a PALPITAÇÃO não é doença e sim uma MANIFESTAÇÃO de uma arritmia. Esta arritmia, por sua vez, precisa ser investigada e avaliar o risco que ela traz ao paciente. Muitas vezes, este risco é ZERO… apesar de a palpitação incomodar, o risco de uma morte súbita, costuma ser ZERO. Portanto, esclareça bem com o seu médico qual é a sua situação.

 

WhatsApp chat